Author Archives: Dr.(a)

Evolução e tratamento habitual

550px Get Rid of Tonsil Stones Step 5 preview3 300x169 - Evolução e tratamento habitual

A evolução, como é óbvio, depende largamente da causa e o tratamento habitual é muito diferente, segundo se trata de uma angina de peito ou de uma pleurísia.

Mas não é este o melhor lugar para entrarmos em pormenores.

Pelo contrário, as nevralgias intercostais, sejam quais forem as suas causas, não têm praticamente tratamento para além dos calmantes e antiálgicos.

Causas

alimentos bons estomago 150934694 300x183 - Causas

São quatro as principais; a úlcera, a gastrite, a hérnia hiatal e o terrível cancro do estômago.

Só as três primeiras, como é evidente, podem ser do âmbito de uma terapêutica médica.

A úlcera é uma abertura na parede, provocada por um excesso de ácido ou pela angústia (já se disse que se tem uma úlcera na cabeça antes de ela aparecer no estômago), ou ainda por medicamentos como a cortisona ou os anti-inflamatórios.

As gastrites são inflamações na mucosa, devidas a um mau funcionamento do estômago ou a uma agressão da sua parede pelo tabaco, o álcool, o café, os condimentos, etc.

Quanto à hérnia hiatal, a sua causa é uma má «formação» da cavidade do ventre para cima, porque o músculo chamado diafragma é de má qualidade. Por isso, uma parte do estômago penetra no tórax, o que provoca perturbações do seu funcionamento.

A multiplicação das modernas formas de pesquisa, em particular os exames diretos por meio do fibroscópio, mostra como as doenças do estômago, as gastrites, em particular, e também, infelizmente, os cancros, são mais frequentes do que se julgava.

Causas

download 19 300x160 - Causas

São três as principais:

— A infecção microbiana; era outrora a causa quase exclusiva. Embora não tenham totalmente desaparecido, as causas microbianas tornaram-se atualmente menos numerosas do que as outras;

— A alergia; é uma origem muito frequente. A conjuntiva alérgica ocorre muitas vezes, mas nem sempre, na Primavera, e é por vezes acompanhada por uma constipação dos fenos;

— A afecção virai, a mais frequente nos nossos dias, e, em particular, o herpes: o vírus que provoca habitualmente a «erupção de febre» e que surge sobre os lábios no decurso de numerosas doenças atinge
com frequência crescente a conjuntiva e pode provocar graves estragos, tanto mais que o seu tratamento é muito difícil.

Os pontos

meridian image2 300x176 - Os pontos

Dependem da localização. Considerámos três situações, que são as mais frequentes:

A ZONA INTERCOSTAL

Um ponto principal, dois pontos acessórios:

O principal:

Está situado sobre o dorso do antebraço, a meio caminho entre os dois bordos e as dobras do pulso e do cotovelo.

Os acessórios:

Estão situados:

Na extremidade do dedo pequeno do pé, no ângulo externo da unha. Na base do dedo pequeno do pé, contra
a articulação.

A ZONA OFTÁLMICA (OU O HERPES DO OLHO)

Dois pontos principais, dois acessórios:

Os principais:

Um situado sobre o dorso da mão, no prolongamento do polegar e do indicador.

O outro na ponta do segundo dedo do pé, no ângulo externo da unha.

Os acessórios

Um na nuca, ao longo do bordo de trás do crânio, numa concavidade, a dois dedos da orelha.

O outro na base do segundo dedo do pé.

Sinais e formas

SammysEczema 300x200 - Sinais e formas

Do ponto de vista da extensão, encontra-se de tudo, desde a pequena «placa» de eczema que não vai além de 1 cm2, situada em qualquer sítio, até ao eczema generalizado que atinge a quase totalidade da pele.

Certas localizações são particularmente incómodas, as que afetam o rosto, por exemplo, ou dolorosas, como as que atingem as regiões genitais.

É sobretudo no plano das formas que existem todos os graus entre o eczema seco, que produz crostas e fissuras, e, pelo contrário, o eczema húmido, que deixa escorrer um humor amarelado.

Os eczemas podem infectar ou, pelo contrário, esclerosar: é frequentemente o caso do eczema envelhecido, dito «liquenificado».

Mas, em qualquer dos casos, existe um ponto comum: as comichões que, segundo a importância da erupção, variam entre o incómodo passageiro e a tortura permanente, que põe em perigo o equilíbrio e a vida do doente.

Sinais e formas

xixinacama52 1 300x199 - Sinais e formas

O asseio noturno, por outras palavras, deixar de fazer xixi na cama, estabelece-se normalmente entre os dois e os três anos.

Admite-se que possam ocorrer ocasionalmente «acidentes» até à idade dos cinco anos.

É por isso que é vão e até perigoso ser exigente em relação a uma criança mais nova. Certas mães são maníacas da limpeza e perseguem literalmente o seu bebé para que vá ao bacio. E uma atitude insensata, susceptível de o perturbar durante muito tempo.

Há que assinalar a existência de dois tipos de enurese. A que nunca cessou, a criança nunca foi asseada, designa-se por enurese primária.

Pelo contrário existe também o caso da criança que se tornou normalmente asseada e que depois se tornou enurética passados dois ou três anos, é a enurese secundária, e observamos que foi na sequência de um choque emocional (nascimento de um irmão ou de uma irmã, separação dos pais, etc.) que a criança voltou a urinar na cama. Veremos que isto é importante para determinar as causas da doença.

Porque é uma verdadeira doença; a criança sente-se incomodada, envergonhada, perante os seus companheiros; não pode ir descontraidamente para uma colónia de férias, para casa de amigos, etc, o que vai acabar por agir sobre o seu carácter e torná-la muito infeliz.

Sinais e formas

IMG 0415 224x300 - Sinais e formas

A flebite profunda ocorre, na grande maioria dos casos, após uma intervenção cirúrgica ou um parto. Os médicos do século passado já tinham descrito muito bem esta doença: todo o membro fica grosso, branco e mole, e tal situação é acompanhada por dor e febre.

Na verdade, nos nossos dias, não se chega a esse estado. Logo que um operado sente uma pequena dor na barriga da perna, ou uma dormência, ou uma sensação de peso, é preciso iniciar o tratamento a fim de evitar essa evolução e as suas complicações, entre as quais a temível embolia pulmonar.

A periflebite é muito diferente. Na sequência de um choque ou de uma ferida do pé, ou ainda espontaneamente, surge uma placa vermelha sobre a barriga da perna, que não se deve confundir com um abcesso. Mas muito depressa se forma um «cordão venoso»; a veia endurece, transforma-se num cordão duro, vermelho e doloroso. O coágulo encontra-se sob a pele, na parte alta desse cordão.

As varizes aparecem primeiro sob a forma de varicosidade, fina rede capilar que se manifesta em zonas das coxas ou das pernas.

Depois forma-se a variz propriamente dita; a veia, até então pouco visível sob a pele, incha e assemelha-se a uma verdadeira serpente tortuosa ao longo da perna e da coxa.

Esta fase é precedida por todo um passado de sensações de «perna pesada», depois de inchaço, «de edema», que surge primeiro à noite e depois durante todo o dia.

Infelizmente, seguem-se, com frequência, múltiplas complicações: pigmentação ocre da perna, esclerose envolvente, verdadeira bota de pele apertada em redor da perna, e sobretudo úlceras varicosas, pequenos buracos situados geralmente acima dos tornozelos, muitas vezes horrivelmente dolorosos e muito persistentes.

Dr.(a), autor em Pontos que Curam | ferramenta de diagnóstico e esclarecimento. - Página 2 de 57 Arquivo | Pontos que Curam | ferramenta de diagnóstico e esclarecimento.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com