Category Archives: Perturbações da vesícula e das vias biliares, infecções — colecistites, cálculos, cólicas hepáticas

Tratamentos habituais

550px Get Rid of Tonsil Stones Step 5 preview3 300x169 - Tratamentos habituais

Estes dividem-se entre terapêutica, médicas e cirúrgicas.

— As colecistites exigem frequentemente um tratamento antibiótico massivo.

— Os cálculos e as suas complicações eram até há poucos anos apanágio exclusivo da cirurgia. Há pouco tempo surgiram produtos que desfazem os cálculos na vesícula, mas só se se tratar de cálculos de colesterol, e tais medicamentos nem sempre são bem tolerados.

— Quanto às discinesias, a sua existência arrastou consigo, por assim dizer, a criação de um enorme mercado de produtos farmacêuticos ditos «coléritos» que se propõem excitar ou retardar as contrações
do órgão. Na realidade, o que convém é um método que harmonize os movimentos da vesícula e os medicamentos dificilmente o conseguem.

— A crise de cólica hepática necessita da utilização de calmantes muito
poderosos em pílulas, supositórios ou injeções.

Definição

colelitiasis 300x188 - Definição

A vesícula biliar, essa pequena bolsa pendurada sob o fígado, desempenha na alimentação o mesmo papel de uma barragem na irrigação das culturas.

Com efeito, o fígado fabrica constantemente bílis, mas a presença desta só é necessária no momento da digestão, daí a necessidade de um armazenamento num órgão reservatório que a retém quando ela não é útil e a liberta quando tal se torna necessário.

Esse pequeno órgão é a vesícula biliar, a bolsa de fel dos antigos, que está ligada ao fígado e ao intestino por um conjunto complexo de canais.

A patologia desses canais é mais ou menos idêntica à da vesícula biliar; por isso pode ser estudada em bloco com ela.

Formas e causas

linfaticoshigado 300x245 - Formas e causas

Os sintomas vesiculares que descrevemos acima agrupam-se de uma maneira diferente segundo as doenças que afetam a vesícula.

Essas doenças podem agrupar-se em três categorias:

— As infecções da vesícula ou colecistites;

— As perturbações do funcionamento vesicular ou discinesias;

— Os cálculos vesiculares e as suas complicações.

As colecistites são devidas à invasão da vesícula pelos germes intestinais. São elas que provocam os maiores acessos febris. Por vezes, a colecistite está supurada, impondo medidas urgentes, tanto médicas
como cirúrgicas.

As discinesias são consequência de deficientes contrações do órgão que, como todos os músculos, se deve contrair para expelir o seu conteúdo. As contrações podem ser insuficientes ou, pelo contrário, excessivas, ou ir alternadamente de um extremo ao outro, o que é o caso mais frequente.

Mas o maior problema é o dos cálculos biliares. Estes cálculos estão presentes em volume e em número extraordinariamente variáveis.

Alguns são enormes, com várias gramas, ocupando todo o interior do órgão; outros são minúsculos e numerosíssimos, constituindo a lama biliar.

Além das perturbações de funcionamento que provocam, os cálculos podem migrar nas vias biliares, desencadeando uma cólica hepática, ou ficarem aí bloqueados, provocando uma icterícia por retenção.

Modo de emprego

Acupuncture11 266x300 - Modo de emprego

Nas perturbações benignas, massaje regularmente ao meio-dia e à noite durante uns dez minutos, por altura das digestões. Desaparecerão assim muitas «dispepsias».

Nas crises graves ou dolorosas (cólicas hepáticas em particular), estimule intensamente os quatro pontos, sobretudo o último assinalado, por todos os meios. Podem mesmo ser deixadas agulhas em permanência durante vários dias, ou ser colocada no local uma estimulação eléctrica até ao desaparecimento da dor.

Os pontos

meridian image 300x176 - Os pontos

Dois principais, dois acessórios:

Os principais:

O primeiro está situado sobre o bordo externo da barriga da perna, a uma mão acima do tornozelo, sobre o bordo anterior do perónio.

O segundo igualmente sobre o bordo externo da barriga da perna, junto ao joelho, a quatro dedos abaixo da dobra do joelho encontramos um pequeno osso, a cabeça do perónio, prolongado para baixo pelo seu colo. O ponto é exatamente para a frente deste.

Os acessórios:

O primeiro situa-se nas costas, à altura da crista ilíaca, a três dedos da espinha dorsal, do lado direito.

O segundo, ainda sobre a perna, mas do seu lado interno, a uma mão abaixo do joelho, no ângulo formado pela tíbia.

Sinais

dreamstime m 18581258 300x244 - Sinais

As doenças da vesícula biliar são reveladas por três grupos de sintomas:

— Febre;

— Dor;

— Perturbações digestivas, mais ou menos associados, conforme os casos.

A eles se acrescenta, por vezes, um sinal inconstante, a icterícia.

• A FEBRE é geralmente muito irregular, com acalmias e acessos a 40°; esta febre é dita pseudopalustre porque evoca frequentemente o acesso de paludismo, essa doença tropical marcada por uma sucessão de arrepios, temperatura elevada e suores abundantes.

• A DOR é de dois tipos principais:
— Ou surda, pesada, como se se tivesse uma pedra sobre as costelas;
— Ou, pelo contrário, muito aguda, arrancando gritos ao doente, em forma de espasmos e de cólicas da mesma região.
Mas em ambos os casos as dores têm um elemento comum. Sobem pelas costas, do lado direito, e vão alojar-se sob a omoplata. A irradiação á omoplata assinala, em quase todos os casos, a origem vesicular.

• Quanto às perturbações digestivas, são múltiplas: diarreia ou, pelo contrário, obstipação, náuseas e vómitos; a aerofagia e o inchaço do ventre, acompanhado de gases, também são, muito frequentemente,
consecutivos a uma doença da vesícula;

• Finalmente, a ICTERÍCIA pode estar ligada a uma afecção vesicular num caso muito particular: quando um cálculo vem entupir o canal de escoamento da bílis, o colédoco; é essa a causa principal, mas não a única, das «icterícias por retenção».

Perturbações da vesícula e das vias biliares, infecções — colecistites, cálculos, cólicas hepáticas | Pontos que Curam | ferramenta de diagnóstico e esclarecimento.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com