Category Archives: Lumbago agudo ou crónico, lombalgia, dores «de rins»

Formas

am 227888 3187279 374501 300x225 - Formas

O doente começa a sofrer, por vezes desde muito jovem, na sequência de um esforço feito em má posição. Quis apanhar qualquer coisa, deslocar um objecto pesado, etc. Sentiu uma verdadeira «facada nos rins» e ficou «paralisado». É o lumbago agudo, que faz o doente ficar «derreado».

O doente fica imobilizado, deixa de poder dar um passo. Este acidente dura alguns dias, ou mesmo algumas semanas. Depois, espontaneamente, regressa-se lentamente à normalidade.

Mas, na maior parte dos casos, o acidente recomeça; o doente fica novamente imobilizado, daí a mais ou menos tempo.

E, de lumbago agudo em lumbago agudo, o doente transforma-se num lombálgico crónico, que está sempre com dores, particularmente de manhã, ao levantar, e que, de vez em quando, fica imobilizado.

Não se imagina, além dos sofrimentos pessoais, o prejuízo económico provocado por estas perturbações. É uma das causas principais das interrupções de trabalho e dos défices dos organismos da previdência social.

Tratamento habitual

medicament 300x200 - Tratamento habitual

Compõe-se essencialmente de repouso e calmantes. O doente é deitado sobre uma cama dura, eventualmente um gesso. A isso se associam calmantes e medicamentos para descontrair, quer gerais, quer locais (infiltração de cortisona).

Na verdade, é com grande frequência que uma manipulação vertebral restabelece a normalidade e suprime a dor.

Podemos dizer que a «dor de rins» é uma doença da nossa civilização, na qual já não existem exercícios físicos normais: vamos da cama para o ascensor, do ascensor para o carro ou para o metro e daí para acadeira do escritório ou para a máquina da fábrica.

Os pontos

meridian image 300x176 - Os pontos

Um principal, dois acessórios:

O principal:

Muito importante, situado mesmo a meio da dobra do joelho, por trás.

Os acessórios:

Um situado a meio do lábio superior, sob a ponta do nariz.

O outro, bilateral, sobre uma horizontal e a dois dedos para trás da ponta do tornozelo interno, sobre uma pequena saliência óssea.

Sinais

types de douleur au dos lumbago2 300x129 - Sinais

São os sinais habituais das doenças da coluna vertebral: dor e limitação dos movimentos.

A dor está situada de um lado ou do outro da espinha dorsal e desce, mais ou menos, até à nádega. Existem todas as gradações possíveis entre a dor lombar simples e a lombociática, que pode ir até ao pé.

A limitação dos movimentos é evidente. O doente não pode baixar-se, fazer o laço dos atacadores dos sapatos, etc, ou, pelo contrário, não se pode reerguer. À vista desarmada, a espinha dorsal parece torta num ou noutro sentido.

Causas

dor costas 201x300 - Causas

Para compreender bem o mecanismo do lumbago, é preciso recordar a estrutura da coluna vertebral ao nível lombar.

As vértebras estão ligadas umas às outras por discos, espécie de «amortecedores» que as separam. Os discos são compostos por uma zona exterior rígida e uma parte central gelatinosa. A primeira causa do lumbago é a «hérnia discai». Através de uma ruptura da bainha, o núcleo semilíquido derrama-se para trás e vem comprimir a raiz do nervo, o que dá origem à dor.

Há uma outra causa, entorse vertebral: uma vértebra desloca-se em relação à outra e a sua parte posterior, a apófise articular, comprime o nervo.

Lumbago agudo ou crónico, lombalgia, dores «de rins» | Pontos que Curam | ferramenta de diagnóstico e esclarecimento.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com