Tag Archives: Mulher

Causas

barriga 300x201 - Causas

Já vimos que, na maior parte das vezes, era um obstáculo o responsável por uma pielonefrite.

Não acontece o mesmo com as cistites, doenças quase exclusivamente femininas e cuja origem se encontra mais prosaicamente ligada à proximidade dos orifícios naturais na mulher. Os germes partem do ânus e penetram nas vias urinárias. E roupa muito apertada, os jeans, por exemplo, facilitam essa migração.

Quanto às cistalgias, que são falsas cistites uma vez que não existem germes, são secundárias a um grande número de causas: alergias, infecções genitais próximas, deslocamentos da bacia, e podem até ter origem psicológica.

Causas

Auto exame1 300x227 - Causas

O seio participa no complexo equilíbrio ginecológico da mulher e sofre a influência dos ciclos menstruais porque, entre outras, as duas hormonas do ovário, foliculina e luteína, atuam sobre o seio, assim como uma hormona da hipófise, a prolactina, que desencadeia a secreção láctea.

Hoje em dia é mais ou menos certo que quase todas as doenças graves ou benignas dos seios derivam de uma perturbação dessas hormonas.

São também responsáveis pela anomalias da forma e do volume.

Causas

dom 300x300 - Causas

Certas causas de amenorreia são perfeitamente naturais; a gravidez é o melhor exemplo, é sempre a primeira situação em que se deverá pensar.

Nas idades extremas da vida genital da mulher, puberdade, menopausa, pode haver interrupções das regras. É admitido que, nos nossos climas, a puberdade ocorre normalmente entre os doze e os dezasseis anos, a menopausa entre os quarenta e cinco e os cinquenta e cinco.

Mas pode haver puberdades tardias e menopausas precoces, que nem por isso são menos normais.

Quando a ausência de regras é verdadeiramente anormal, poderá ocorrer a diversos níveis do aparelho genital. Para isto ser facilmente compreendido, deve-se observar o esquema que se segue. Como vemos, intervêm nas regras três órgãos principais: primeiro, o útero ou matriz, donde provém o sangue, e que é o órgão «básico», por assim dizer; depois os ovários, glândulas do ventre que soltam um óvulo uma vez por mês, mas que também, por intermédio das duas substâncias que lançam no sangue, fazem fabricar pela matriz o «ninho», no qual, se houver fecundação, o ovo humano irá alojar-se. Se não houve fecundação, o «ninho» já não tem razão de ser e é eliminado com o sangue menstrual ao fim de um mês, para dar lugar a um novo ciclo.

Mas não é tudo. Existe no crânio, na base do cérebro, uma terceira glândula, a hipófise, que controla ela própria o funcionamento dos ovários.

Se a tudo isto acrescentarmos que a hipófise está aberta a numerosas influências, nervosas em particular, vemos quanto esta arquitetura extraordinariamente complicada pode estar sujeita a incidentes ou a acidentes.

Ao nível do útero, pode ser uma má anatomia do órgão ou uma falta de receptividade às hormonas do ovário.

Ao nível dos ovários, pode haver quistos de diferentes estruturas ou más ovulações.

Ao nível da hipófise, tumores ou perturbações de funcionamento, ligados especialmente às influências cerebrais. Todos sabemos que uma emoção pode fazer parar as regras… ou provocar o seu aparecimento.

Assim, todas as amenorreias exigem um exame aprofundado, mas, felizmente, na maior parte dos casos, trata-se mais de perturbações funcionais do que de alterações orgânicas.

Definição

doencas mamarias benignas fluxos papilares 300x231 - Definição

Glândula de lactação, encarregado de alimentar a criança de tenra idade, o seio é, aliás, o próprio símbolo da feminilidade, o mais belo adorno da mulher, segundo já se disse, e esta função parece estar a diluir a outra nas nossas sociedades modernas, se bem que atualmente haja uma certa orientação para o regresso extraordinariamente benéfico para o bebé, como para a mãe, ao aleitamento materno.

Compreende-se assim que todas as motivações funcionais, eróticas e estéticas se conjuguem em torno deste duplo órgão.

Definição

osteo 10241 271x300 - Definição

Qualquer perda anormal de sangue pela vulva, que ocorra na mulher.

Mas, dir-se-á, a perda de sangue é normal na mulher, uma vez que se trata das regras.

Por isso é necessário precisar que a perda pode ser anormal em função de três razões:

• Ou porque ocorre por altura das regras, mas em quantidade ou com uma duração excessivas; estas hemorragias designam-se por menorragias;

• Ou ocorrem fora do período menstrual: são as metrorragias;

• Ou surgem antes ou após as idades em que a mulher é menstruada, na menina ou na mulher idosa.

Modo de emprego

Acupuncture1 266x300 - Modo de emprego

No caso de uma mulher que apresenta os sintomas habituais, é bom estimular os pontos durante cinco a seis minutos, de manhã, antes de se levantar, por exemplo, podendo vir a recomeçar meia hora mais tarde, no caso de o mal-estar não ter desaparecido.

Nas formas graves, as estimulações devem ser repetidas várias vezes ao dia e pôr-se a hipótese de uma estimulação contínua.

Tag "Mulher" | Pontos que Curam | ferramenta de diagnóstico e esclarecimento.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com