Tag Archives: Órgão

Tratamento habitual

preview html m7e24afcf 300x144 - Tratamento habitual

Quando a descida do órgão está bastante adiantada a única solução que se pode propor é a cirúrgica, quer fixando-o à bacia, se a idade o permitir, quer a retirando-o completamente.

Pelo contrário, de início é possível intervir e realizar um tratamento conservador. Embora a manutenção do órgão no seu lugar por meio de rodelas de borracha (pessários) já não se pratique, em contrapartida a ginástica do períneo melhora frequentemente a situação.

Formas

Abdominoplastia 300x216 - Formas

Estas dependem de dois factores:

• A amplitude da «descida» do órgão;

• A repercussão sobre os órgãos vizinhos.

Num primeiro tempo, o útero inclina-se para trás, e depois começa a descair. Nesta descida, pode sistematicamente situar-se a três níveis:

— Encher parcialmente a vagina;

— Enchê-la totalmente; vemos o colo surgir no orifício vulvar;

— Ou ainda, e isto é excepcional nos nossos dias, o órgão pode sair completamente e manter-se pendurado entre as pernas;

— Finalmente, na descida, a matriz pode arrastar os órgãos vizinhos, essencialmente a bexiga, cujo funcionamento fica perturbado, em consequência desse facto.

Causas

rad6chycwb3ejn2032122132102432052mui3a9g6za8uqds 300x200 - Causas

É tentador invocar, como base da impotência, uma perturbação da secreção das hormonas masculinas. Na realidade, estas estão muito raramente em causa.

A impotência é psicológica, numa grande maioria dos casos. Quase sempre em casos de falta de desejo ou de ejaculação prematura, mas, e isso é um dado novo, menos vezes nos casos de perturbação da ereção.

Nesses casos, com efeito, demo-nos conta de que existia muito mais frequentemente um problema nos vasos que trazem o sangue ao pénis.

Ora o mecanismo da ereção depende dos vasos sanguíneos, e sobretudo das artérias. Nesse momento preciso, elas dilatam-se e enchem o órgão de sangue. Compreende-se facilmente que se os vasos forem insuficientes ou, por maioria de razão, entupidos, todo o processo fica bloqueado.

É por isso que os cirurgiões se lançam em operações cada vez mais audaciosas, que têm como finalidade:

• Desobstruir a artéria atingida;

• Ou trazer até ao pénis sangue de uma artéria que lhe é estranha, mas saudável, realizando aquilo a que se chama uma ligação arteriovenosa;

• Ou então, finalmente, cúmulo da audácia, colocar uma prótese, isto é, um corpo estranho, no pénis, que recupera então a sua rigidez. E para que a imitação seja completa, as próteses fixas, utilizadas inicialmente, foram atualmente substituídas por próteses que podem aumentar de volume por meio de um fluido que é instalado e que se despeja conforme se pretende.

Formas e sinais

Estrias na Mama 300x175 - Formas e sinais

Dois sintomas atraem, com justas razões, a atenção: a dor e o corrimento.

Mas o que acontece com mais frequência é a descoberta, pela doente, de um «durão», por apalpação dos seios. Isso não significa que ela tenha sido atingida pelo temível cancro, e existe uma grande maioria de tumores benignos, únicos ou múltiplos, no seio. Todavia, logo que tal formação é descoberta, convém fazê-la examinar, e o médico procederá às pesquisas que julgará necessárias para estabelecer o diagnóstico; estes exames são múltiplos, hoje em dia: radiologia (mamografia), tomada de temperatura dos seios (termografia), etc.

Há dois aspectos com os quais há que ter cuidado especial: a infiltração da pele de um seio, que toma o aspecto de cartão, e o aparecimento repetido de crostas sobre o mamilo. Também, nestes casos, é imperativo um exame médico rigoroso.

Mas, para além de todas estas formas graves, os seios podem causar dor sem que exista uma verdadeira doença.

Quase todas as mulheres sentem uma tensão mamária antes das regras; esta é por vezes intolerável e faz-se acompanhar de um aumento de volume excessivo do órgão.

Além disso, a idade é muitas vezes um inimigo de beleza dos seios.

Estes tornam-se flácidos, murcham, «descaem». Aliás, não é preciso chegar á velhice para se ter aborrecimentos estéticos por esse lado. Os seios demasiados pequenos ou, pelo contrário, demasiado grandes são o desespero de muitas raparigas ou de muitas mulheres jovens.

 

Definição

doencas mamarias benignas fluxos papilares 300x231 - Definição

Glândula de lactação, encarregado de alimentar a criança de tenra idade, o seio é, aliás, o próprio símbolo da feminilidade, o mais belo adorno da mulher, segundo já se disse, e esta função parece estar a diluir a outra nas nossas sociedades modernas, se bem que atualmente haja uma certa orientação para o regresso extraordinariamente benéfico para o bebé, como para a mãe, ao aleitamento materno.

Compreende-se assim que todas as motivações funcionais, eróticas e estéticas se conjuguem em torno deste duplo órgão.

Definição

prostata 300x185 - Definição

Antes de falar nas doenças que a afetam, convém definir o lugar e o papel exato deste órgão.

Está situado, no homem, sob a bexiga que repousa sobre ele «como um candeeiro sobre o seu pé», como já foi dito. É atravessado pela primeira parte do canal da uretra, que conduz a urina da bexiga para o exterior. É uma glândula genital acessória que fornece a secreção ao esperma para o alimentar, mas a sua ligação ao aparelho urinário fá-lo intervir em lugar destacado nas doenças deste aparelho.

Tag "Órgão" | Pontos que Curam | ferramenta de diagnóstico e esclarecimento.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com