Tag Archives: Paralisia

Definição

INCLUSÃO MOTORA 300x225 - Definição

A paralisia é a abolição da motricidade numa ou várias partes do corpo.

Esta abolição está ligada a uma interrupção do funcionamento nervoso motor; pode ter a sua origem numa afeção do sistema nervoso em todo o seu trajeto, desde o cérebro, onde se encontram zonas especializadas (áreas motoras) correspondentes às diversas partes do corpo, até à extremidade da arborização terminal nervosa. É assim possível conceber a extrema diversidade das doenças que as causam, cuja descrição é de molde a encher vários volumes de medicina. Por isso, contentar-nos-emos com descrever as suas formas principais, porque a aplicação da nossa terapêutica depende do sector atingido, e não propriamente da causa.

Lugar da nossa terapêutica

acupuntura estetica2 300x225 - Lugar da nossa terapêutica

Coloca-se ao nível dos grandes tratamentos da paralisia facial. Permite recuperações brilhantes, rápidas e sem incidentes.

É necessário repetir as sessões e, geralmente, utilizar formas enérgicas de estimulação (acupuntura elétrica), às quais se associam sessões de automassagem pessoal, de duas em duas horas, por exemplo. Mas vale a pena o esforço.

Os pontos

meridian image2 300x176 - Os pontos

Sendo todos igualmente importantes, dividem-se da seguinte forma:

Pontos na origem das lesões e pontos ao nível das lesões.

1) Pontos na origem: Nas hemiplegias (paralisia de metade do corpo), estes pontos estão situados sobre
o crânio:

O mais importante, no topo deste, na junção da linha mediana e daquela que passa pelas duas orelhas: um outro, na nuca, no rebordo posterior do crânio, no meio deste.

Nas paraplegias (paralisia das duas pernas), o ponto está situado na região lombar, por cima do osso sacro, sob a última vértebra sensível ao dedo (quarta vértebra lombar).

Nas polinevrites, o ponto está situado sobre o lado exterior da barriga da perna, adiante da cabeça do perónio.

2) Pontos ao nível das lesões: Para o ombro, a meio do declive deste:

Para o braço, na extremidade exterior da dobra do cotovelo;

Para o antebraço, a meio deste (do lado do dorso da mão), a meia distância entre

Os seus bordos e as dobras do cotovelo e do pulso;

Para a mão, sobre o dorso da mão;

Para os dedos, ao longo destes;

Para a anca, por trás da cabeça do fémur;

Para a coxa, ao meio das faces anterior e posterior;

Para a perna, adiante da cabeça do perónio;

Para o pé, a meio da dobra dorsal do pé e do dorso deste;

Para os dedos do pé, na base destes.

Causas

050 225x300 - Causas

Podemos distinguir duas grandes origens:

• A paralisia facial, dita de origem central, porque a sua origem se encontra no cérebro. Houve, por exemplo, uma embolia ou uma hemorragia que atingiu a região onde tem origem o nervo facial.

Mas é raro que a paralisia se limite então ao nervo. Geralmente, existe também uma paralisia de metade do corpo (hemiplegia) e do lado oposto ao meio rosto atingido;

• Na maior parte dos casos, felizmente, o nervo é atingido no seu trajeto periférico. Durante muito tempo, estas paralisias foram chamada a frigore, porque se julgava que eram devidas ao frio.

Na verdade, trata-se, na maioria dos casos, de um ataque por um vírus ou de uma pequena hemorragia no trajeto do nervo.

Lugar da nossa terapêutica

acupuntura estetica1 300x2252 300x225 - Lugar da nossa terapêutica

É particularmente precioso, numa doença de tal modo crónica e insidiosa, ter ao alcance da mão um método simples e eficaz, o nosso.

Não hesitamos em dizer que, neste campo, ele deve ocupar o lugar privilegiado. Seja permitido ao autor evocar a história de uma jovem doente de doze anos atingida por uma paralisia do recto, e à qual a estimulação diária dos pontos permitiu uma evacuação diária.

Tag "Paralisia" | Pontos que Curam | ferramenta de diagnóstico e esclarecimento.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com