Tag Archives: Puberdade

Evolução

menina dormindo 12648 300x152 - Evolução

É certo que a enurese não apresenta nenhuma gravidade em si, mas dura, muito simplesmente. Os anos passam, o pequeno «doente» e os seus pais entram em desespero.

Muitas vezes é preciso esperar pela puberdade para tudo entrar na devida ordem. Por vezes, a enfermidade vai até à idade adulta, com todas as consequências sociais que daí podem advir.

Causas

dom 300x300 - Causas

Certas causas de amenorreia são perfeitamente naturais; a gravidez é o melhor exemplo, é sempre a primeira situação em que se deverá pensar.

Nas idades extremas da vida genital da mulher, puberdade, menopausa, pode haver interrupções das regras. É admitido que, nos nossos climas, a puberdade ocorre normalmente entre os doze e os dezasseis anos, a menopausa entre os quarenta e cinco e os cinquenta e cinco.

Mas pode haver puberdades tardias e menopausas precoces, que nem por isso são menos normais.

Quando a ausência de regras é verdadeiramente anormal, poderá ocorrer a diversos níveis do aparelho genital. Para isto ser facilmente compreendido, deve-se observar o esquema que se segue. Como vemos, intervêm nas regras três órgãos principais: primeiro, o útero ou matriz, donde provém o sangue, e que é o órgão «básico», por assim dizer; depois os ovários, glândulas do ventre que soltam um óvulo uma vez por mês, mas que também, por intermédio das duas substâncias que lançam no sangue, fazem fabricar pela matriz o «ninho», no qual, se houver fecundação, o ovo humano irá alojar-se. Se não houve fecundação, o «ninho» já não tem razão de ser e é eliminado com o sangue menstrual ao fim de um mês, para dar lugar a um novo ciclo.

Mas não é tudo. Existe no crânio, na base do cérebro, uma terceira glândula, a hipófise, que controla ela própria o funcionamento dos ovários.

Se a tudo isto acrescentarmos que a hipófise está aberta a numerosas influências, nervosas em particular, vemos quanto esta arquitetura extraordinariamente complicada pode estar sujeita a incidentes ou a acidentes.

Ao nível do útero, pode ser uma má anatomia do órgão ou uma falta de receptividade às hormonas do ovário.

Ao nível dos ovários, pode haver quistos de diferentes estruturas ou más ovulações.

Ao nível da hipófise, tumores ou perturbações de funcionamento, ligados especialmente às influências cerebrais. Todos sabemos que uma emoção pode fazer parar as regras… ou provocar o seu aparecimento.

Assim, todas as amenorreias exigem um exame aprofundado, mas, felizmente, na maior parte dos casos, trata-se mais de perturbações funcionais do que de alterações orgânicas.

Tag "Puberdade" | Pontos que Curam | ferramenta de diagnóstico e esclarecimento.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com