Tag Archives: Zumbidos

Sinais e Formas

Os acufenos podem ser de diferentes tipos: o doente pode ouvir ruídos metálicos, de explosões, de água corrente, etc. Mas na maior parte dos casos trata-se de um zumbido ou de um apito semelhante ao barulho de uma cafeteira ao lume ou de uma panela de pressão.

O ruído pode ser contínuo ou não, e então surge muitas vezes marcado por recrudescências, principalmente noturnas. É geralmente acompanhado por uma perda de audição e por vezes de vertigens. É, em todo o caso, um incómodo para o doente e, às vezes, uma verdadeira doença social.

Os zumbidos podem surgir bruscamente, na sequência de um episódio de vertigem, por exemplo; por vezes, pelo contrário, a instalação do ruído anormal é progressiva, não podendo o doente fixar uma data para o início das suas perturbações.

Causas

remedios naturales para el mareo 300x225 - Causas

Existem duas grandes causas para as vertigens verdadeiras ou falsas: o ouvido e a coluna vertebral.

O tipo de vertigem auricular é a vertigem de Ménière, grande vertigem que se manifesta brutalmente, acompanhada por zumbidos nos ouvidos e surdez. A cabeça «anda à roda» seja qual for a posição, ainda que o doente se mantenha rigorosamente imóvel. Estas grandes vertigens fazem-se acompanhar de vómitos, náuseas e um insuportável mal-estar.

Ocorrem idênticas vertigens na sequência de traumatismos cranianos.

Em ambos os casos, a origem está numa perturbação da pressão dos líquidos do ouvido.

O ouvido interno —dele falaremos no capitulo relativo à surdez — contém órgãos simultaneamente necessários à audição e ao equilíbrio — o labirinto com os seus canais semicirculares.

Ora, estes órgãos contêm um líquido, a endolinfa, e encontram-se separados do osso, no qual estão encerrados, por um outro líquido, a perilinfa.

São os canais semicirculares, situados nos três sentidos do espaço, que dão o sentido do equilíbrio. Se houver um excesso ou um abaixamento brutal de pressão dos líquidos interno e externo, este sentido é completamente alterado; daí as vertigens.

Pelo contrário, as vertigens cerebrais têm um mecanismo mais indireto. Na coluna cervical, com efeito, formada por sete vértebras colocadas umas por cima das outras, passa uma artéria que se chama precisamente artéria vertebral. Ora, esta artéria alimenta o cerebelo, segundo centro de equilíbrio, a seguir ao ouvido.

Se esta artéria for comprimida dentro do pequeno canal que a contém, o cerebelo fica em carência de sangue durante uma fracção de segundo, e ocorre a impressão de perda de equilíbrio; é a vertigem dita
«da lavagem», que ocorre frequentemente no cabeleireiro quando este nos empurra bruscamente a cabeça para diante depois de ter lavado o cabelo. Ocorre mais facilmente quando a coluna vertebral é anormal,
com vértebras deslocadas ou deformadas pela artrose.

Finalmente, as vertigens ou pseudovertigens podem ocorrer quando a tensão está demasiado baixa ou em caso de anemia importante.

Causas

277122 papel de parede relaxando e ouvindo musica 1920x1200 300x187 - Causas

As causas dos zumbidos não são todas exatamente conhecidas e esse penoso incómodo ainda põe a medicina perante difíceis perguntas.

Trata-se, indiscutivelmente, de uma irritação do nervo auditivo. Mas tal irritação pode verificar-se ao nível das próprias fibras nervosas ou ao nível dos meios líquidos do ouvido: labirinto e canais semicirculares.

Conforme os casos, é atribuída a uma afeção por vírus, por vezes também a uma congestão do nervo ou a um pequeno coágulo ao nível das artérias que o irrigam.

Também é muito frequente que os zumbidos venham na sequência de traumatismos sonoros, agudos ou repetidos (trabalhadores com motores de reação, compressores, etc).

Tag "Zumbidos" | Pontos que Curam | ferramenta de diagnóstico e esclarecimento.
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com